sábado, 11 de outubro de 2008

BOLSA

Foto daqui

E de repente tudo treme, tudo parece gelatina. Adora-se, quase sempre, fica bem nas festas de miúdos e graúdos, mas abanando-se ou expondo-se a calores, treme tudo.
O capitalismo parece estar a dar os mais certeiros tiros nos pés, com balas de milhões. Treinando mais um pouco, vai acabar por se suicidar...
O que sobrará para o seu funeral ou como escreveu António Lobo Antutes, "Que faremos* quando tudo arde?"

*O Título original é "Que farei quando tudo arde?"

1 comentário:

nuno disse...

A crise chegou?? Onde??

Dizem-me que a crise chegou agora. E eu a pensar que estavamos em crise desde há uns 4 ou 5 anos a esta parte... Então quando me congelaram as progressões, foi porquê? Quando deixei de poder gastar dinheiro "extra" em cinema, futebol, etc... foi porquê?
A crise chegou porque a banca a sentiu. A banca que me explora mensalmente e a quem eu, com os meus impostos e reforçando a minha crise, vou ajudar a superar a crise.