sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

EMOÇÕES


No editorial deste blogue, escrito há uns quantos meses, fiz questão de o dizer idiossincrático.
E é.
Nutro por ele uma estima e um desprezo em quantidades iguais, logicamente de geometrias opostas, pelo que me dou ao (des)prazer de nele colocar o que bem me apetece, desde palermices, a análise política (felizmente esconjurada daquela "esfera" politicamente correcta), passando por fotografias que vou obtendo nas voltas pelo mundo.
Ora, as voltas pelo mundo estão agora limitadas a uma corrida diária entre a escola e casa. Esgotam-se nas estradas que o carro devora com maior ou menor pressa. Ainda assim e na busca de gente na soleira de portas, cafés com vultos ao balcão bebericando conversas, miúdos atravessando ruas no desvario de bolas, mulheres dedilhando rosários de vida alheia, ou compadres comparando tintos em adegas, desvio-me, sempre que a higiéne mental o implora para atravessar lugares, fujo das vias rápidas, da sua pressa, do seu frio relacional, do perigo que elas transportam no seu regaço de cinzentos.
Busco aldeias, chaminés com fumos de culinária e lenhas, cães afoitos, gatos em espera de espinhas, sítios onde se respira e as árvores não pedem licenças ao betão...
Outras vezes, na falta de geografias calcorreáveis pelas rodas do carro ou pelas pernas que me amparam o peso, remeto-me à geografia larga (dada a tudo) da internet e da blogosfera em particular.
Entre muitos locais que visito regularmente, alguns assumem dianteira e deles tratarei em melhores núpcias.
Hoje, escrevo sobre dois blogues que se colocam a milhas luz deste Ataque de Caspa... Dois blogues de "Emoções"...
O Cidade dos Anjos e o More than words.
Não sendo eu um admirador de toda a poesia, nestes dois casos admiro (por cima do resto) a "coragem" que os seus dois autores revelam para se "exporem" tão desnudadamente na grande rede. É que mesmo que digam que a poesia que escrevem é de simples criação, arredada do que lhes vai na alma, lá no fundo (quem sou eu para o avaliar, pois que escrevo pelo que leio) esgrimirão os seus medos, paixões perdidas, anseios reprimidos ou fantaisas cumpridas e outras desejadas.
O autor do primeiro, que tenho o prazer de conhecer pessoalmente, surpreende pela nudez com que escreve, sendo homem, sem receio de se revelar ante a cortante transparência do que arrisca mostrar no fundo preto do seu blogue.
A segunda, que (não sei se em boa ou má hora) decidiu seguir recentemente este errático blogue, sendo mulher, deixa escapar entre os dedos que tacteiam as teclas, uma espécie de "streaptese da alma", quase sempre em chamas de sentimento.
São duas singelas e cristalinas provas de que a blogosfera se faz entre nomes "vulgares", ignotos e sem o cortejo mediático, às vezes pegajoso e laudatório, que caracteriza os círculos de famosos.

2 comentários:

More Than Words disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caroteno disse...

Por esta não esperava...
Do convívio diário com este senhor, pois como eles disse tenho também eu o prazer de o conhecer, não esperaria esta abertura para o mundo. Agradeço as elogiosas palavras com que descreveu o blog e o seu autor...
Devo dizer que admiro a forma como escreves, a grandiosidade das palavras investidas e revestidas de imenso sentido...tens esse dom...e é com grande admiração que visito sempre o teu blog.

Nunca fiz o editorial do meu blog...alias nem sabia que se devia fazer isso no início...hehe...sou muito novato nestas andanças da blogosfera.

O que escrevo não me desnuda...acredito até que faz o inverso...pois a cada texto escrito a publicado sinto-me mais confiança...logo revestido de algo que na génese do Cidade dos Anjos estava bem longe de mim...

Pegando no que disse a T!na, o Cidade dos Anjos, nasceu numa fase muito difícil da minha vida...não surgiu como escape de quaisquer monóxido de carbono da minha vida...mas sim por finalmente assumir este gosto que tenho de escrever.

O comentário vai ainda mais longo...muito tagarela também...mais uma vez reitero um muito obrigado pelos elogios e leitura assídua que fazes do meu blog...e agradecer o facto de ser possível conhecer o autor deste ataque...

Um abraço, e bom fim de semana